top of page

Maneiras de Empreender na Educação Física

Atualizado: 4 de dez. de 2022

Pensa que você não tem o que é preciso para ser um empreendedor? Pense novamente. Mesmo que você trabalhe em um papel que não lhe dê o controle final sobre suas atividades diárias, qualquer pessoa tem potencial para ser um empreendedor, mesmo no mundo da educação. Como educador, há inúmeras maneiras de misturar o empreendedorismo em sua vida profissional e colher os benefícios tanto em sua vida pessoal quanto profissional. Quer você seja um instrutor procurando novas maneiras de envolver seus alunos com atividades mais práticas ou um chefe de departamento tentando encorajar mais inovação entre seus funcionários, implementar o empreendedorismo em sua rotina diária certamente o beneficiará como um educador. Aqui estão nossas 5 principais dicas para o empreendedorismo na educação física:


Criar uma cultura de inovação

O empreendedorismo começa com uma cultura de inovação. Seja em seu campus ou em sua sala de aula, ou mesmo no seu atendimento de personal trainer você precisa definir o tom que assume riscos, criatividade e pensamento crítico são valores centrais de seu ambiente. Você pode fazer isso criando algumas iniciativas diferentes para incentivar essa cultura.


Faça as perguntas difíceis: Se você quer promover uma cultura de inovação, o primeiro passo é fazer as perguntas difíceis. Fazer perguntas como “e se?” ou “por quê?” permitirá que seus alunos explorem novas ideias, pensem criticamente, e usem sua imaginação para realmente empurrar os limites de sua criatividade. Use exemplos da vida real: Outra ótima maneira de promover uma cultura de empreendedorismo é incorporar exemplos da vida real de empresários de sucesso. Compartilhar exemplos de empreendedores de sucesso como Mark Zuckerberg, Elon Musk e Jeff Bezos não só inspira os estudantes a pensar grande, mas também lhes mostra que o empreendedorismo é um caminho de carreira que qualquer um pode fazer – até mesmo eles. Os estudantes que vêem o empreendedorismo como um caminho de carreira realista terão maior probabilidade de segui-lo como uma pós-graduação de carreira.


Corra riscos e fique bem com o fracasso

Empreender é assumir riscos e estar bem com o fracasso. Como educador, esta pode ser uma mentalidade desafiadora a ser adotada. Enquanto a maioria de nós está acostumada a estar em um ambiente muito estruturado onde cada um recebe o mesmo tipo de atenção, implementar uma abordagem mais livre pode ser arriscado. Mas, se você realmente quer promover uma cultura de empreendedorismo, correr riscos e estar bem com o fracasso vai ser um longo caminho da sua jornada. Por exemplo, se você tem um projeto em grupo chegando e cada grupo tem um aluno que é particularmente bom em organizar e manter todos no caminho certo, você pode ser tentado a designar esse aluno para liderar o projeto do grupo. Entretanto, ao assumir um risco e dar o papel de liderança a um aluno que pode não ser tão organizado, você encoraja a assumir riscos e ajudará seus alunos a entender a importância de estar bem com o fracasso.


Alavancar seus alunos como um recurso

Os empresários estão sempre em busca de recursos – sejam eles financeiros, humanos ou outros tipos de recursos. Como educador, você tem uma oportunidade única de usar seus alunos, clientes como um recurso para melhorar sua aula, seu negócio. Você pode incentivar isto criando uma cultura onde seus alunos, clientes se sintam capacitados a oferecer sugestões ou dar feedback sobre certas áreas, tais como conteúdo do curso, atividades em sala de aula ou mesmo o material que você escolher para ensinar, elaborar seus treinamentos. Ao capacitar seus alunos a dar feedback e sugestões, você não só permitirá que eles se envolvam mais, mas também terá uma infinidade de recursos à sua disposição.


No curso Conexão que fideliza ensino uma maneira de você estimular e fidelizar seu cliente partindo dessa premissa de envolvimento, comprometimento.


Deixe que seus alunos conduzam mudanças

Uma ótima maneira de trazer mais empreendedorismo para sua sala de aula e engajar seus alunos é deixá-los conduzir a mudança. Como professor, você está encarregado de seus planos de aula, mas por que não deixar seus alunos assumirem o volante de vez em quando? Deixe que seus alunos escolham os tópicos para os próximos projetos ou use sua experiência para ajudá-lo a revisar seus planos de aula. Isto não só mostrará aos seus alunos que você valoriza suas opiniões, mas também lhes dará a oportunidade de ver como é estar no comando de alguma coisa. Você também pode deixar que seus alunos conduzam mudanças incorporando tópicos relacionados ao empreendedorismo ou palestrantes convidados em sua classe. Ao marcar uma visita de um empresário local ou ao convidar um professor especializado em empreendedorismo para falar com sua classe, você dará a seus alunos a chance de aprender mais sobre este tópico e impulsionar a mudança em sua sala de aula.


Conclusão

Este artigo destaca a importância do empreendedorismo na sala de aula, no treinamento, na sua prescrição e na educação física. Para incentivar o empreendedorismo, você pode criar uma cultura de inovação, correr riscos, ficar bem com o fracasso, alavancar seus alunos, clientes como um recurso, deixar que eles impulsionem a mudança. Ao implementar estas dicas, você não só envolverá ainda mais seus alunos, seus clientes, mas também os ajudará a aprender e se desenvolver mais.



24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page